Posts filed under ‘Estórias’

O Almoço de Inauguração

O Já Pagaste e o Vandaime já tinham tudo alinhavado para o repasto. Para estreia de um fogão de campismo, de luxo, com dois bicos e milhares de litros de gás já queimados anteriormente, iriam fazer um arroz de marisco. Sim, a ocasião assim o exigia para que se entrasse em grande estilo numa nova era: a do fogão a gás, pois a do microondas já enjoava e a era do forno já era. No dia em que se iria estrear o fogão, testa-se os bicos para ver se queimam…pânico, pânico, aqui d’el rei, pois o fogão recusava-se a queimar uma pinga de gás que fosse. Após uma rápida análise, Já Pagaste chega á conclusão de que as bilhas (sim, pois os testes de qualidade exigem no minimo duas bilhas) não tinham gás que chegasse, estavam vazias e tal e assim. Ignorando o conselho de Vandaime, Já Pagaste decide substituir o macio e dócil butano pelo potente propano, usado para fins industriais e pessoais também, pois muito chumbo soçobrou perante o fogo brutal do maçarico para que se pudessem fazer chumbadas para pesca.

Com tudo montado e pronto, vai de foguear, diz Já Pagaste que, ao som do silvar forte do propano na fraca constituição do fogão, acende um isqueiro e abre um dos bicos. O fogo, alimentado por tão forte combustivel, envolveu em menos de um piscar de olhos o pobre fogão, numa labareda que faria Dante e o seu Inferno brilharem de orgulho. Perante este cenário, ambos os personagens ficam em pânico, tendo Já Pagaste atropelado Vandaime  na fuga, quando este se encaminhava para tentar cortar o gás na fonte, preparada para um eventual recolher da chama mas não para uma explosão.  O cheiro a gás dá lugar ao cheiro a porco acabado de queimar. Porco não, a Já Pagaste acabado de queimar, já que, na altura que a chama irrompeu, esta apanhou o lado direito da mão e da cara, queimando-lhe tudo o que era pêlo e alguns cabelos da cabeça. Perante a desilusão de ambos, nada mais restava a eles do que o Refeitório Central, que não sendo muito bom, era bem mais seguro…

Anúncios

Sexta-feira, 16 Janeiro, 2009 at 23:24 1 comentário

Morte no estádio

O San Lorenzo saiu na frente na disputa pelo título do Torneio Apertura 2008, ao vencer nesta quarta-feira o Tigre por 2 a 1, na primeira partida do torneio triangular para o desempate da competição, que conta ainda com o Boca Juniors. Na partida, disputada no estádio do Vélez Sarsfield, os golos do San Lorenzo aconteceram antes do intervalo. O primeiro foi de Barrientos, aos 18, e dois minutos mais tarde, Bergessio (o mesmo que passou em branco no SL e B) ampliou .Na segunda parte, o Tigre reagiu, mas só conseguiu reduzir, com um golo de Lazzaro, aos 25 minutos.

O San Lorenzo bateu o Tigre por 2-1, no Torneio Apertura, e não seria noticia neste blogue se não acontecesse uma morte em pleno estádio.É costume acontecer nas Pampas,nestes jogos de altissimo risco, incidentes entre adeptos, mas quem morreu foi um…pombo!
Um lance na defesa do Tigre, um alivio de Aguirre atingiu um pombo que voava pelo campo, causando morte imediata ao pobre animal. Confesso que há uns bons anos atrás vi num Benfica – Marítimo, no defunto estádio da Luz, Isaías a enviar uma bola quase para fora do estádio e a acertar num pombo que por lá passava. O animal ficou abananado mas continuou a voar…mas este não escapou. Aguirre deverá ser o primeiro jogador do mundo a matar um pombo…

Quinta-feira, 18 Dezembro, 2008 at 20:50 Deixe um comentário


Calendário

Dezembro 2017
S T Q Q S S D
« Abr    
 123
45678910
11121314151617
18192021222324
25262728293031

Posts by Month

Posts by Category