E a escuridão abate-se…

Sexta-feira, 17 Junho, 2011 at 01:09 Deixe um comentário

Deu o estoiro.

Rebentou.

Ardeu.

Kaput.

Finito.

Acabou.

Deu o peido mestre.

O último estertor.

A extrema-unção.

 

 

Jaz agora sem vida algo que se arrastava nestes últimos (larguíssimos) meses. Nos últimos tempos sofria de cegueira, surdez avançada, delírios. Ligado a uma máquina, esta mantinha-o vivo. A esperança era a última a morrer…mas neste caso foi a primeira a entrar em coma e assim se mantinha. Há demasiado tempo. Desligou-se o painel. Será que demora muito a finar-se de vez? Ou haverá ainda algo que o faça viver? Infelizmente não depende que quem jaz inerte mas sim de quem o queira erguer…e até ver, há quem o queira apenas ver assim como está. Frio. Duro. Sem vida. E sem saudade.

Para quem jaz inerte fica uma estranha sensação de liberdade. Liberdade? Não pode ser livre aquele que não a pode desfrutar…ou pode?

Anúncios

Entry filed under: Uncategorized.

Absorvencias… Quimera

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Trackback this post  |  Subscribe to the comments via RSS Feed


Calendário

Junho 2011
S T Q Q S S D
« Out   Set »
 12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930  

Most Recent Posts


%d bloggers like this: